Serra defende aliança com DEM na eleição à Prefeitura

Em entrevista, governador diz que aliança tem dado certo, 'tanto para o Estado quanto para a Prefeitura'

CARINA URBANIN, Agencia Estado

16 de janeiro de 2008 | 18h38

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), deu demonstrações nesta quarta-feira, 16,  de ser favorável à continuidade da aliança dos tucanos com o DEM na eleição para a sucessão municipal deste ano. Em entrevista à Rádio BandNews FM, Serra declarou que "a aliança em São Paulo entre o PSDB e os Democratas tem dado certo, tanto para o Estado quanto para a Prefeitura. Nós temos feito um trabalho integrado".As declarações do governador estão em sintonia com o que foi dito pelo ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso no domingo. Segundo FHC, manter a parceria entre PSDB e Democratas, com Gilberto Kassab (DEM) como candidato para a reeleição municipal, seria pensar estrategicamente. O presidente de honra do PSDB afirmou ainda que Geraldo Alckmin (PSDB) deveria deixar a disputa deste ano para concorrer ao governo do Estado em 2010.Nesta quarta, Serra citou as boas relações entre o governo e a Prefeitura. "A prova é que essa semana eu anunciei a concessão de algumas estradas, como Ayrton Senna e Carvalho Pinto, que vai incluir obras da marginal Tietê, com a manutenção durante 30 anos dessa parte da via. A Marginal deixamos para a Prefeitura, veja como anda a colaboração. Muito próxima e em benefício da cidade." E ressaltou: "Eu acho e espero que a gente vá chegar a uma boa solução para essa questão da candidatura, uma solução de unidade."Apesar das declarações, o governador de São Paulo afirmou que não pretende interferir na decisão do candidato da legenda ou da eventual coligação PSDB-DEM para as eleições municipais deste ano. E reiterou que esta é uma decisão que caberá ao presidente do Diretório Municipal do PSDB, Reis Lobo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.