Serra defende Alckmin e diz que gostaria de contar com Jatene

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, negou hoje em entrevista a Rádio Bandeirantes, qualquer comparação entre as obras e serviços entregues pela Prefeitura e os gastos do governo do Estado neste período eleitoral. "O governador não é candidato nesta eleição e também não queremos que a Prefeitura pare", afirmou Serra. "Os serviços precisam continuar. Não dá para ficar parado três anos e querer fazer tudo no período eleitoral", explicou. Serra disse ainda, "o PT só faz as coisas para pôr carimbo".O candidato do PSDB voltou a dizer que não vai acabar com os CEUs, as escolas feitas pela prefeita Marta Suplicy. Entretanto, os novos prédios só serão feitos se houver recursos no orçamento. "O aluno do CEU custa oito vezes mais do que um de uma escola normal", comparou o candidato do PSDB. O candidato admitiu também que gostaria de contar com o ex-ministro da Saúde Adib Jatene em um eventual governo. "É muita areia para o meu caminhãozinho, mas se ele topasse...".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.