Serra defende Aécio e adota cautela sobre Azeredo

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), defendeu ontem, de forma veemente, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), ao comentar a denúncia sobre o chamado mensalão mineiro que o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, está finalizando para apresentar ao Supremo Tribunal Federal (STF)."Não tenho nenhuma informação extra, mas desde logo não vi nenhum envolvimento do governador Aécio Neves", afirmou Serra. Ele disse ainda que o aparecimento de um papel segundo o qual Aécio teria recebido recursos como candidato a deputado na campanha de 1998 "não é prova de absolutamente nada". "Não creio que ele tenha algum tipo de envolvimento neste assunto."Serra foi mais cauteloso quando questionado sobre a eventual participação do senador tucano Eduardo Azeredo (MG), então candidato à reeleição ao governo, no esquema. "Estamos aguardando o que o procurador vai dizer para em seguida comentar", disse. "A posição do partido é esperar que o procurador apresente sua conclusão para, a partir daí, avaliar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.