Serra defende 13º salário para o Bolsa Família

Criação do 13º salário para o programa Bolsa Família e ampliação do número de beneficiários no Nordeste em mais dois milhões de pessoas foram anunciadas, ontem, pelo candidato tucano à Presidência da República, José Serra, durante debate promovido pelo SBT/TV Jornal, no Recife. "O atual governo foi continuador (do Bolsa Família). Nós vamos mais longe", defendeu o candidato ao lembrar que o Bolsa Família - que atualmente atende 6,3 milhões de famílias na região - nasceu no governo Fernando Henrique, quando foram implantados os programas Bolsa Escola e Bolsa Alimentação.

ANGELA LACERDA, MONICA BERNARDES, Agência Estado

21 de setembro de 2010 | 01h07

A ausência da petista Dilma Rousseff, que alegou "problemas de agenda", provocou duras críticas dos adversários. Serra foi o mais enfático e reclamou: "Porque a Dilma não vem? Já são mais de dez oportunidades, entre debates e entrevistas que ela simplesmente se nega a falar. Será que é receio de debater, de argumentar? E é justamente no Nordeste que o presidente Luis Inácio Lula da Silva tem seu maior percentual de aprovação, atingindo índices de 82% de acordo com pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, publicada no último mês de agosto. A petista tem, de acordo com os números da última pesquisa Datafolha, 65% das intenções de voto na região, contra 18% de Serra e 7% de Marina.

A liberdade de Imprensa foi um dos temas que "esquentou" a discussão entre os candidatos. Enquanto Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) defendeu a criação do Conselho Federal de Comunicação para, em suas palavras "controlar os donos das redes de televisão e de comunicação de massa", Marina Silva (PV) mostrou-se contrária ao mecanismo, que classificou como "resquício da ditadura militar". Para ela, a liberdade de imprensa é uma importante aliada da democracia e das causas populares e da gestão pública eficiente.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010debateSBTJosé Serra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.