Serra critica programas antidrogas do governo federal

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, acusou hoje o governo federal de criar "factoides" no lugar de programas efetivos para o tratamento de dependentes de álcool e drogas no País. "O que foi levantado agora por eles é mais uma coisa de olhar pesquisa, ver que o problema preocupa e ir criando factoides", disse, após visitar a clínica de tratamento de dependentes Lacan, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. A entidade funciona como uma Organização Social (OS), mantida com recursos do governo do Estado de São Paulo. A unidade foi inaugurada quando Serra era governador.

CAROLINA FREITAS, Agência Estado

10 de agosto de 2010 | 19h42

Serra esteve na clínica no fim de junho, quando também criticou a atuação do governo federal na área. Hoje, prometeu que, se eleito, criará uma rede nacional de atendimento aos dependentes de cocaína e de crack e financiará, por meio do Ministério da Saúde, a internação de viciados em clínicas e comunidades terapêuticas. "Se nós conseguimos fazer contra a aids a melhor campanha do mundo em desenvolvimento, vamos também fazer com relação aos dependentes químicos o melhor tratamento do mundo aqui no nosso País", prometeu.

O tucano acusou a administração federal de não ter executado "nem 20%" do orçamento antidrogas. "O governo federal hoje em dia não dá recursos para tratamento dos dependentes químicos em clínicas como essa. Eles não apoiam essas clínicas." Serra criticou o método de tratamento usado pelo governo federal de internar dependentes em hospitais gerais ou atendê-los de forma ambulatorial em Centros de Atenção Psiquiátrica (Caps).

Serra foi a São Bernardo do Campo no mesmo dia em que o atual governador paulista, Alberto Goldman, inaugurou na zona norte de São Paulo um Ambulatório Médico de Especialidades (Ame) voltado para o tratamento psiquiátrico. A inauguração foi citada pelo candidato. "Nós inauguramos hoje, ou melhor, o governador Goldman inaugurou um grande ambulatório médico com vistas ao tratamento de saúde mental."

Horário eleitoral

O tema promete ser uma das bandeiras da campanha de Serra nessas eleições. Após visitar a clínica em São Bernardo do Campo e conceder uma entrevista à imprensa em frente à instituição, Serra deixou o local, mas voltou, quando os jornalistas já haviam se dispersado, para gravar imagens com sua equipe de campanha. Diante da câmera, o tucano entrevistou um paciente da clínica e falou de seus projetos para a área caso seja eleito. "Esta é a clínica que eu criei quando era governador do Estado. Vamos criar uma rede dessas em todo o Brasil", disse Serra, durante a gravação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.