Serra critica programa de distribuição de remédios do governo

O prefeito eleito de São Paulo, José Serra (PSDB), ministro da Saúde no segundo governo Fernando Henrique Cardoso, durante seminário sobre Planejamento Familiar, criticou o programa Farmácia Popular, do governo Luiz Inácio Lula da Silva. Serra defendeu o programa de distribuição gratuita de medicamentos, ampliado por ele no ministério. "O programa Farmácia Popular subtrai recursos da distribuição gratuita de remédios. É menos eficiente."Perguntado sobre uma possível mudança no Ministério da Saúde, ele evitou falar diretamente sobre o ministro Humberto Costa. "Não cabe a mim opinar", disse o tucano. Sobre a relação do ministério com o Congresso Nacional, o ex-ministro disse que as emendas de parlamentares na área de Saúde podem servir como moeda de troca com o Poder Executivo. "É melhor do que negociar nomeações para cargos. Isso não aconteceu (durante a gestão Serra na Saúde)."Depois do seminário, ele foi a uma reunião da executiva regional do PSDB e, no fim da tarde, se encontrou-se com o prefeito reeleito César Maia (PFL). À noite, está previsto um jantar na casa do secretário municipal de Saúde, o deputado federal Ronaldo Cezar Coelho (PSDB).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.