Serra critica Lula por baixos investimentos na segurança

Em campanha pelo Vale do Paraíba, o pré-candidato do PSDB ao governo paulista, José Serra, atacou o baixo investimento em segurança pública feito pelo governo federal no Estado de São Paulo e fez um apelo ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva: editar medida provisória para inviabilizar o uso de celulares nas cadeias e penitenciárias do País. ?Com uma MP o presidente poderia afastar a possibilidade técnica de utilização de celulares em presídios.Depende de uma medida provisória. Eu queria pedir ao presidente que realmente fizesse isso, para inviabilizar a tecnologia. ?Serra também pediu que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) tente impedir a atuação de advogados ligados a facções criminosas. ?A OAB tem que cassar a licença desses advogados bandidos com maior rapidez. A Justiça tem que andar mais depressa nas questões de internação em regime especial dos presos. É uma ação que tem que ser de todos, tem que se unir com relação ao crime organizado.? Serra se reuniu em Taubaté com lideranças políticas da região. Animado com o resultado das pesquisas a seu favor, disse que as simulações não podem nortear o trabalho dos candidatos. A evolução positiva de Lula nas últimas simulações de voto foi rebatida com veemência. ?O PT fez todos os seus programas gratuitos na TV neste mês, o governo federal está com muita propaganda. Portanto, é uma repercussão imediata.? Serra apresentou propostas à região, como a duplicação da Rodovia dos Tamoios, e afirmou que seu governo vai dar prioridade à educação. A educação, por sinal, tem sido o campo escolhido por Serra para criticar as declarações do presidente Lula a respeito da segurança. Nas andanças que fez pelo interior paulista nesta semana, Serra avaliou que Geraldo Alckmin (pré-candidato do PSDB à Presidência) ?fez sua parte? ao aumentar o número de presídios no Estado em seu governo. Ele atacou indiretamente Lula: ?É falsa a adjuntiva presídio ou escola. Você não vai pegar o preso e pôr na escola. Tem que construir os dois. O crime organizado é um problema sério e precisa ser enfrentado.? Ainda ontem, o programa partidário do PT na televisão mostrou Lula voltando a relacionar baixa escolaridade e criminalidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.