Serra chora: "Perdemos um lutador"

O ministro da Saúde, José Serra, chorou duas vezes, nesta terça-feira,durante o lançamento da Campanha Nacional para Detecção de Diabetes, nomunicípio metropolitano de Paulista, ao falar sobre a morte dogovernador Mário Covas. "Infelizmente hoje abrimos uma luta contra umadoença perniciosa para a população no mesmo dia em que perdemos umlutador", afirmou ele, emocionado. "Mas a melhor homenagem à suamemória, no dia da sua morte, é começar uma nova luta".Serra frisou, em seu discurso, ao lado do governador JarbasVasconcelos (PMDB), que Covas era antes de tudo um guerreiro, umobstinado. O ministro relembrou a trajetória política do governador, destacandosua luta contra a ditadura que o cassou e exilou e sua constantebatalha pela democracia e pela liberdade.Ressaltou a austeridade, ahonradez e a honestidade que também estiveram presentes no uso dosrecursos públicos e sua competência administrativa."Ele era um homem de coerência e grande espírito de luta quedeixa, além da sua obra, o seu exemplo para os que estão na vidapública e para as gerações futuras", disse, sem conter as lágrimas.Refeito, o ministro acrescentou que Covas "vai viver na alma e namilitância de todos nós". Ele voltou a se emocionar, com os olhosmarejados, em entrevista à imprensa.Serra cancelou os outros compromissos que tinha em Pernambuco eseguiu, com o governador Jarbas Vasconcelos (usando gravata preta),para São Paulo, logo depois da solenidade. A bandinha de músicacontratada para tocar no lançamento da campanha suspendeu suaapresentação devido à morte do governador paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.