Evelson de Freitas/ Estadão
Evelson de Freitas/ Estadão

Serra avisa ao PPS que fica no PSDB

Partido de Roberto Freire esperava lançar ex-governador como candidato à Presidência; prazo para políticos mudarem de legenda em tempo de disputar 2014 termina sábado

Pedro Venceslau - O Estado de S.Paulo

01 de outubro de 2013 | 14h47

O ex-governador José Serra decidiu que permanecerá no PSDB. A decisão foi comunicada por ele a amigos e interlocutores do partido na tarde dessa segunda-feira, 30, quase no limite do prazo estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que políticos mudem de legenda em tempo de disputar a eleição de 2014.

Se quisesse trocar de partido, Serra teria que avisar o PSDB até quinta-feira, 3, dois dias antes da data que marca a contagem de 1 ano para a eleição. "Ele me ligou e disse que ficaria. Acho que é um erro para as oposições, mas espero que ele seja feliz", disse ao Estado o deputado federal Roberto Freire, presidente nacional do PPS.

A sigla esperava lançar o ex-governador como candidato ao Palácio do Planalto. O assunto foi tema de uma conversa nessa segunda no Palácio dos Bandeirantes entre o senador Aécio Neves, provável candidato tucano à Presidência, e o governador Geraldo Alckmin.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.