Serra atribui 'baixaria eleitoral' ao PT

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, criticou hoje o nível da campanha presidencial deste ano e culpou o PT pela "baixaria eleitoral". "Em matéria de baixaria, por parte do adversário, sem dúvida, das campanhas que eu assisti no Brasil, essa é a pior. Nunca um adversário se aparelhou tanto, nunca um adversário jogou tão baixo quanto nessa campanha, no caso do PT", afirmou, em encontro com cientistas na Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em São Paulo.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

25 de outubro de 2010 | 19h12

Serra chegou a comparar sua campanha contra a adversária Dilma Rousseff (PT) à luta de Davi contra Golias, mas disse estar tirando dessa experiência um elemento de confiança. Ele disse que tem recebido apoio dos eleitores e que é animador "ter chegado onde chegou". Serra chamou o programa de governo petista, divulgado hoje, de instrumento eleitoral. "O caso deles é só uma jogada eleitoral", afirmou o candidato, que ainda não lançou seu plano de governo, mas mantém propostas em seu site de campanha. "Eles não oficializaram coisa nenhuma", disse.

Serra disse duvidar das propostas do PT colocadas em um plano de governo porque o partido, em sua opinião, discursa conforme a conveniência. "Eles pensam com a conveniência do momento", afirmou, ao mencionar o apoio do PT ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ao mesmo tempo em que a candidata se diz contra as invasões de terra. O candidato reclamou que, no governo petista, o MST "é tratado a pão-de-ló".

Feriado

O tucano fez um apelo para que os eleitores compareçam às urnas no dia 31 de outubro, durante o feriado prolongado de Finados, e só viajem depois da votação. "É importante que as pessoas não se deixem levar pelo feriado. É melhor ter um feriadão pela metade do que perder um ano novo", afirmou.

O candidato, que nesta noite participa de debate promovido pela TV Record, disse que o evento será mais uma etapa da exaustiva agenda de campanha. "Nenhum debate é decisivo, mas é uma contribuição para iluminar a cabeça dos eleitores no próximo domingo", afirmou. Serra deve ir amanhã ao Rio de Janeiro, onde visita o Maracanã, e à noite vai ao Rio Grande do Sul. Na quarta-feira, o tucano deve ir a Bahia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.