Serra ataca governo no Twitter e provoca reação de Dutra

O candidato derrotado à Presidência José Serra (PSDB) e o presidente do PT, José Eduardo Dutra, trocaram mensagens provocativas nas últimas horas na rede de microblogs Twitter. A hostilidade começou depois que o petista respondeu ao "boa noite" que Serra havia desejado a seus seguidores. Logo depois, o tucano postou o link para uma reportagem publicada na última segunda-feira pelo jornal Folha de S. Paulo que revelava, segundo dados da Controladoria Geral da União (CGU), desvios de meio bilhão de reais na Fundação Nacional de Saúde (Funasa), durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

WLADIMIR D'ANDRADE, Agência Estado

20 de janeiro de 2011 | 17h12

"Como eu disse mil vezes o PT destruiu a Funasa e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), com fisiologismo, corrupção e incompetência", escreveu Serra, ao comentar o texto. O tucano ainda postou um outro link, para a reportagem "Funasa será remodelada com ajuda de equipe de Gerdau", publicada na edição de ontem do jornal O Estado de S. Paulo e retransmitiu a mensagem, postada no Twitter, do jornalista Marcelo Tas - "Depois do vexame do ENEM, agora deu pau no SISU. Por que não criam um vestibular para entrar no Min. da Educação?".

Serra ainda comentou sobre a situação econômica do País, dizendo: "economia brasileira hoje: inflação em alta, déficit sideral do balanço de pagamentos, nó fiscal, carências agudas de infraestrutura". E continuou: "Tudo isso foi produzido no governo Lula-Dilma e deixado para o governo Dilma. Ou não?".

Dutra, que após as primeiras mensagens de Serra escreveu dizendo que retirava seu boa noite, afirmou em tom irônico: "deve ser por isso que a oposição ganhou a eleição". Na eleição presidencial de 2010, Serra foi derrotado pela então candidata do PT Dilma Rousseff no segundo turno. Na tarde de hoje, Dutra voltou ao Twitter e disse que as notícias de sites sobre a troca de farpas entre eles era "falta de assunto".

Tudo o que sabemos sobre:
PSDBPTSerraDutra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.