Serra aprova prévias no PSDB para 2010

Em reunião com os governadores Sérgio Cabral (RJ) e Paulo Hartung (ES) em Minas, o paulista disse concordar com proposta de Aécio Neves

Eduardo Kattah, BELO HORIZONTE, O Estadao de S.Paulo

31 de outubro de 2008 | 00h00

O governador de São Paulo, José Serra, disse ontem que concorda com a proposta do colega mineiro Aécio Neves de realização de prévias para a escolha do candidato do PSDB à Presidência em 2010. Serra e Aécio polarizam a disputa interna pela escolha do próximo presidenciável tucano. Após as eleições municipais, o mineiro intensificou a defesa pela realização de uma consulta partidária para a definição do candidato do partido caso não haja consenso. E passou a cobrar que o instrumento seja regulamentado pela direção nacional do PSDB.Aécio defende também que o prazo-limite para que o partido defina o presidenciável seja março de 2010. O governador mineiro foi o anfitrião de um encontro com Serra e os governadores do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e do Espírito Santo (PMDB), Paulo Hartung, para a discussão do impacto da crise financeira nos Estados. Após a reunião, questionado sobre a proposta de prévias, o governador paulista, ao lado do colega mineiro, foi sucinto. "Eu estou de acordo com o Aécio", disse. "Nós sempre estamos de acordo", interrompeu Aécio.Serra negou que seja pré-candidato e classificou como prematura a discussão em torno da próxima eleição presidencial. "Eu não sou candidato. Eu estou governando São Paulo agora", afirmou. "É tudo prematuro."O governador de São Paulo também esquivou-se ao ser indagado sobre as declarações do prefeito eleito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), que, após um encontro com Aécio no Palácio da Liberdade, reafirmou a defesa de um projeto para que Minas saia "fortalecida" na eleição presidencial de 2010. Lacerda disse que a costura política entre o governador tucano e o prefeito Fernando Pimentel (PT) mostrou que é possível uma aliança de centro-esquerda em torno de um candidato presidencial. De acordo com o socialista, o resultado da eleição em São Paulo, onde Gilberto Kassab, do DEM, foi leito com o apoio de Serra, porém, "reflete uma aliança de centro-direita". "Eu não vi e por isso não vou analisar a declaração dele. No Brasil, cada realidade, as realidades locais, são diferentes. Isso a gente sabe", desconversou Serra. Aécio completou a fala do colega, procurando encerrar o assunto. "E eleição municipal tem característica municipal. É só abrir os olhos e perceber." FRASESJosé SerraGovernador de São Paulo"Eleição municipal tem característica municipal. É só abrir os olhos e perceber""Eu não sou candidato. É tudo prematuro""Estou de acordo com o Aécio"Aécio NevesGovernador de Minas"Nós sempre estamos de acordo"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.