Serra anuncia nomes de nove secretários estaduais

O governador eleito de São Paulo, José Serra (PSDB), anunciou nesta segunda-feira o nome de nove secretários que irão compor sua administração. Na área da Educação, foi confirmado o nome da atual titular, Maria Lucia Vasconcelos; na Saúde, também foi confirmado o nome do atual secretário, Luiz Roberto Barradas Barata; na Administração Penitenciária, continua no cargo Antonio Ferreira Pinto, e no Desenvolvimento e Assistência Social, também foi confirmado o nome do atual secretário Rogério Amato.Para a área da Segurança Pública, Serra convidou o promotor Ronaldo Augusto Bretas Marzagão. Segundo o governador eleito, a linha de trabalho do novo secretário nesta área será a seguinte: "firmeza contra o crime e respeito aos direitos humanos". E complementou: "A opção é pela linha correta". O tucano classificou o novo secretário da Segurança Pública como um "advogado brilhante", e reiterou que pretende investir fortemente nas áreas de informação e inteligência.Na área de Transportes Metropolitanos, Serra nomeou José Luiz Portela, ex-secretário executivo do Ministério dos Transportes na gestão FHC e ex-secretário de Vias Públicas da gestão Mario Covas na Prefeitura da capital.Serra anunciou também a ida de três colaboradores que fizeram parte de seu secretariado na Prefeitura da capital para a administração no governo. São eles Aloysio Nunes Ferreira para a Casa Civil, Francisco Vidal Luna, para a Secretaria de Economia e Planejamento, e Luiz Antônio Marrey, para a Secretaria de Justiça.No anúncio do secretariado, Serra informou que pretende dividir o governo em grandes conselhos para uma melhor gestão. Segundo ele, o vice-governador, Alberto Goldman, é quem vai coordenar os conselhos, que serão divididos nas seguintes áreas: Social, Política e Economia, Infra-estrutura, Justiça e Segurança.Serra evitou falar de política nacional, mas acenou que não vai criar obstáculos a uma conversa com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "Estou à disposição do presidente para uma conversa", emendou o governador eleito, sem entrar em detalhes a respeito do tema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.