Serra acusa PT de tentar intimidar campanha de rua

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, denunciou hoje que o PT estaria organizando bloqueios para intimidar suas caminhadas. Após ser surpreendido duas vezes na zona leste por cerca de 50 petistas, que agitavam bandeiras e gritavam palavras de ordem, Serra reclamou. ?É tudo programado, inclusive o estado de espírito de agressividade?, desabafou. ?Não haveria nenhum problema em cruzar na rua, mas toda vez que cruza tem hostilidade, tem bloqueio.?Depois de ser surpreendido pelos petistas no Itaim Paulista, Serra foi novamente recebido por outro grupo na estação de trem de São Miguel Paulista. Apesar de alguma tensão, nos dois casos o candidato caminhou com sua comitiva em frente aos petistas, sem maiores incidentes. Seis kombis da campanha de Marta também estavam nos locais. ?Duas vezes é muita coincidência?, reagiu Serra. ?A hipótese de que eles estão acompanhando fica mais plausível.?Para a assessoria da campanha do PT, Serra está exagerando. Segundo o presidente do PT municipal, Ítalo Cardoso, informou pela sua assessoria, que há uma orientação expressa para os militantes evitar confrontos. ?Essas pessoas já estavam lá. Temos 31 comitês eleitorais e é difícil evitar encontros?, explicou a assessoria do PT.A explicação não convenceu o presidente do diretório municipal do PSDB, Édson Aparecido. ?Estamos preocupados com o absurdo que é o PT tentar nos impedir de fazer a campanha e falar com as pessoas?, protestou o tucano. ?É um ato de arbítrio que demonstra o espírito do PT nessa campanha.?No front jurídico, o PSDB entrou com uma representação no Ministério Público Eleitoral contra a candidatura Marta por uso da máquina pública e abuso do poder político e administrativo. Os tucanos acusam o presidente Luiz Inácio Lula da Silva de transformar uma inauguração, no sábado, em comício eleitoral para Marta. A hipótese inicial de acionar diretamente a Justiça Eleitoral foi descartada. ?O MP não tem a paixão que tem os candidato do próprio PSDB?, justificou Serra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.