Serra acha que DEM e PSDB terão candidatos

O governador José Serra (PSDB) admitiu ontem pela primeira vez que o PSDB e o DEM devem lançar candidatos próprios à Prefeitura de São Paulo. Serra disse, sem rodeios, que "tudo indica" que o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o prefeito Gilberto Kassab (DEM) disputarão separadamente a eleição municipal. "Acho que o Alckmin vai ser candidato e o Kassab também vai ser candidato", afirmou, em entrevista à Rádio Bandeirantes, pela manhã. "É uma aliança que deu certo na prefeitura e no governo (estadual), mas na capital tudo indica que vai se sair separado", completou.O discurso, bem diferente das declarações dadas até então, indica um esgotamento das negociações entre tucanos e integrantes do DEM para manutenção da aliança. Até a semana passada, Serra se esforçava em transmitir otimismo ao comentar um entendimento entre os dois.Ontem, o governador, maior entusiasta de um acordo entre PSDB e DEM, mostrou o contrário. Uma aliança, segundo ele, será possível só no segundo turno. "Vamos somar forças depois no segundo turno." Serra também enterrou qualquer chance de uma composição em que o prefeito pudesse ser o vice de Alckmin numa dobradinha PSDB-DEM. "Legalmente, o Kassab não poderia ser o vice, porque, pela legislação, se você é prefeito, governador ou presidente, só pode ir para a reeleição no cargo em que está e não para outro cargo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.