Sérgio Guerra rebate nota na qual Dilma responde a FHC

Em resposta a artigo do tucano, presidente defendeu legado do governo Lula

Daiene Cardoso, da Agência Estado

03 Setembro 2012 | 19h41

Em nota divulgada nesta segunda-feira, 3, o presidente nacional do PSDB, deputado federal Sérgio Guerra (PE), rebateu a nota em que a presidente Dilma Rousseff respondeu a artigo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em que ele afirma que Dilma recebeu uma herança pesada de seu antecessor. Para Guerra, ao promover mudanças no governo federal, como a troca de ministros e a reestruturação na Petrobras, Dilma indicou novos rumos no governo, mas agora "faz de conta que não aconteceu nada". "Apesar de ter demitido quase metade dos ministros, de ter chacoalhado a Petrobras, ela faz de conta que não aconteceu nada", diz o deputado na nota.

Na avaliação do presidente do PSDB, ao se envolver diretamente no processo eleitoral, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenta mudar o cenário negativo para o PT nas eleições municipais, enquanto Dilma demonstra que não "não tem nada a ver" com o problema. "A situação é muito clara. O PT vai muito mal nestas eleições. O ex-presidente Lula está correndo atrás do prejuízo e a presidente Dilma faz questão de deixar claro que não tem nada a ver com esse prejuízo", afirma Guerra.

De acordo com Guerra, Dilma "faz de conta" que os ministros do governo Lula "eram bons", que as práticas anteriores "eram limpas" e que a gravidade dos acontecimentos "a fez mudar a diretoria da Petrobras". "Nós entendemos a presidente. O importante é que a senhora trabalhe direito e não fique apenas nas palavras", disse Guerra.

Mais conteúdo sobre:
Dilma FHC Sérgio Guerra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.