Sérgio Guerra critica intenção do PT de interpelar Serra

O senador Sérgio Guerra (PE), presidente nacional do PSDB, criticou hoje à tarde em sua página na rede de microblogs Twitter a intenção do PT de interpelar na Justiça o presidenciável tucano José Serra pelas declarações em que o ex-governador atribui ao PT e à pré-candidata Dilma Rousseff a elaboração de um suposto dossiê que reuniria denúncias contra ele.

ANA CONCEIÇÃO, Agência Estado

03 de junho de 2010 | 17h23

"(José Eduardo) Dutra deveria partir pra cima dos aloprados dele. Por que não o faz? Talvez porque não possa!", escreveu o senador no microblog. E continuou: "Não faz sentido a agressão de Dutra contra mim. Não é este o meu estilo. Não faço a mesma coisa."

Um dos coordenadores da campanha petista, o deputado federal José Eduardo Cardozo (PT-SP) também comentou o caso do dossiê pelo Twitter, dizendo que as declarações de Serra ontem denotam a preocupação da oposição com a candidatura petista. "Declarações do candidato tucano imputando à Dilma responsabilidade sobre o dossiê que sequer existe mostra histeria e falta de orientação política", disse Cardozo. "É muito ruim para um candidato agir dessa forma. Mostra que nossos adversários políticos estão perdidos e desesperados."

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesdossiêPTSerra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.