Sereno, Gabeira reclama da imprensa

Candidato derrotado acena com possibilidade de concorrer de novo

Felipe Werneck e Jaqueline Farid, RIO, O Estadao de S.Paulo

27 de outubro de 2008 | 00h00

O candidato da Frente Carioca (PV-PSDB-PPS) à Prefeitura do Rio, Fernando Gabeira, reconheceu a derrota às 19h23 de ontem, em entrevista coletiva em Copacabana, na zona sul. Apesar de sereno, reclamou da imprensa, mais uma vez acusando repórteres de "roubar" uma frase sua dita ao celular durante a campanha - ele havia afirmado que a vereadora Lucinha (PSDB) tinha o que chamou de "visão suburbana". A declaração foi largamente usada por apoiadores do prefeito eleito, Eduardo Paes (PMDB), para acusá-lo de preconceito contra o subúrbio.O deputado verde também afirmou não saber se a antecipação para hoje, pelo governador Sérgio Cabral (PMDB), do feriado do Dia do Funcionalismo teria estimulado a abstenção. Prometeu, contudo, manter a mobilização de seus seguidores para enfrentar problemas da cidade, como a dengue."Não foi um balde de água fria, foi apenas uma partida perdida no último minuto", disse, ao comentar a derrota. "Foi um momento em que a sociedade mostrou sua potencialidade. Podemos continuar fazendo coisas com voluntários, independente de estarmos numa campanha política." Gabeira disse que não pensa em ser candidato novamente, mas deixou aberta a possibilidade. "Penso na vida", declarou. "Em certos momentos da vida, ela me empurra para uma candidatura."Agradeceu aos voluntários pela "volta da esperança". Ele afirmou não ter elementos para dizer se a campanha negativa influenciou sua derrota e disse que já a esquecera quando recebeu denúncia de suposto uso irregular de merenda escolar para boca-de-urna. "Desviar merenda para boca-de-urna me parece fora dos limites." Ele votou às 8h20, em escola da zona sul, e comparou a eleição a uma corrida de cavalos, que seria vencida "por um nariz".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.