Serasa afirma que convênio não viola privacidade

Em nota, empresa informa que não viola a privacidade dos cidadãos e que as informações previstas no convênio são "públicas"

Daniel Bramatti, O Estado de S. Paulo

07 de agosto de 2013 | 22h14

A Serasa Experian afirmou, por meio de nota, que não viola a privacidade dos cidadãos, que as informações previstas no convênio com o TSE são "públicas" e que podem ser acessadas no site do tribunal – o acesso dos cidadãos comuns, no entanto, permite apenas uma consulta por vez, e não há possibilidade de checar dados como nome da mãe para distinguir homônimos.

A empresa afirmou ainda que o objetivo do convênio é "a verificação de dados para evitar fraudes contra consumidores brasileiros e também facilitar o acesso do cidadão ao crédito".

Tudo o que sabemos sobre:
Justiça EleitoralSerasaacordo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.