Seqüestrador se entregará a qualquer momento, diz tenente

O tenente Henrique, da 2ª Companhia do 16º Batalhão da Polícia Militar, afirmou por volta das 13 horas que o seqüestrador da filha do empresário Silvio Santos, Fernando Dutra Pinto, que mantém o empresário refém em sua casa há mais de 6 horas, deve se rendera qualquer momento. "Não há nenhuma hipótese de isso acabar em uma tragédia. Ele vai se entregar e entregar as duas armas", disse. Ele confirmou que o seqüestrador tem um ferimento nos glúteos, provocado por um disparo de arma. O tenente não informou se o tiro foi dado pela polícia, mas há suspeitas de que o ferimento seja decorrente do confronto entre Fernando e a polícia na tarde de ontem. O tenente também disse que a irmã e o pai do seqüestrador permanecem dentro da mansão de Sivio Santos, que estava na sala de ginástica quando Fernando inavadiu a casa. Ainda segundo o tenente, o apresentador está bastante tranqüilo. "O Silvio é a pessoa mais calma no momento". Há boatos de que o seqüestrador teria pedido quatro coletes a prova de balas para se render.Em Brasília, o Ministério da Justiça ofereceu ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, dois negociadores da Polícia Federal para ajudar nas negociações com o seqüestrador. O governador disse ao ministro José Gregori que, por enquanto, vai manter o caso na mão da Polícia Militar, já que está havendo avanço nas negociações para a libertação do empresário.Um dos negociadores da PF está de sobreaviso em Curitiba e outro, o chefe do Comando de Operações Táticas da PF, delegado Daniel Sampaio, está em Brasília, também aguardando qualquer chamado. Os dois policiais foram responsáveis pelas negociações com seqüestradores de Wellington Camargo, irmão da dupla Zezé de Camargo e Luciano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.