Sentença do STF ?era esperada?, diz governador de PE

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), afirmou ontem que a ordem de prisão dos condenados no processo do mensalão "era um fato mais do que esperado". "A sociedade já conhecia a decisão do Supremo e já entendia que, na verdade, havia um processo de procrastinação utilizando-se as brechas do Código Penal para que a decisão fosse efetivada", disse. "Finalmente, o próprio STF entendeu que era a hora de fazer cumprir a pena."

ANGELA LACERDA, Agência Estado

15 de novembro de 2013 | 08h58

Campos e o PSB eram aliados do governo Lula quando o mensalão veio à tona, em 2005, e só deixaram o apoio à gestão Dilma Rousseff oito anos depois, em setembro passado. Ao ser questionado sobre a alegação de parte dos condenados de que o esquema era repasse de recurso de campanha, o governador disse que a lei eleitoral é "clara". "Se tem alguém que faz de outra forma, tem que responder na forma da lei." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Eduardo CamposSTFmensalão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.