Senadores rejeitam acumular relatorias no caso Renan

Os senadores Renato Casagrande (PSB-ES) e Marisa Serrano (PSDB-MS) rejeitaram o convite do presidente do Conselho de Ética, Leomar Quintanilha (PMDB-TO), para acumular a relatoria da denúncia de que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), teria favorecido a cervejaria Schincariol. Eles e o senador Almeida Lima (PMDB-SE) estão encarregados de relatar a primeira representação contra Renan, a de que ele teria contas pessoais pagas por lobista da empreiteira Mendes Júnior. Quintanilha busca relatores há uma semana. Ainda assim, não passa a tarefa para nenhum dos membros do colegiado tidos como independentes ou de oposição. Almeida Lima, pró-Renan, foi o único que se dispôs a acumular as relatorias, mas como o convite era para o trio, sua vontade foi ignorada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.