Senadores dos EUA debatem Tríplice Fronteira

Uma comitiva cinco senadores dos Estados Unidos, liderada pelo presidente do Senado norte-americano, Harry Reid (Partido Democrata), desembarcou hoje no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas, distante 640 quilômetros de Curitiba, para discutir, dentre outros assuntos, a segurança na Tríplice Fronteira, região que abrange Brasil, Paraguai e Argentina. O território tem sido alvo de acusações de autoridades dos EUA que suspeitam de atividades terroristas, fato negado pelo governo do Brasil.O grupo veio de Assunção num avião oficial da administração federal norte-americana. A cidade paranaense é a única do País no roteiro de viagem dos senadores, que embarcam amanhã para a Colômbia e depois México.O prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald (PR), foi quem recebeu a comitiva no aeroporto. O cônsul-geral dos EUA em São Paulo, Thomas White, também acompanha os políticos, que trouxeram as respectivas mulheres.O primeiro compromisso deles em Foz foi uma visita às Cataratas do Iguaçu, um dos principais destinos turísticos brasileiros. Os parlamentares ficaram impressionados com as belezas do local.Depois da visita, o séquito retornou ao Hotel Cataratas, onde está hospedado. Na parte da tarde, os senadores tiveram reuniões agendadas nas Polícias Federal (PF) e Marítima, Usina Hidrelétrica Itaipu Binacional e Receita Federal.As questões que foram tratadas nos encontros não foram reveladas. Apenas foi informado que a segurança da região foi um dos assuntos debatidos entre os senadores e as autoridades brasileiras. Em 2006, um relatório elaborado, anualmente, pelo Departamento de Estado dos EUA informou que "os Estados Unidos continuam preocupados com o fato de Hezbolah e Hamas estarem arrecadando fundos entre a grande comunidade muçulmana" na região da Tríplice Fronteira.O documento reconheceu, porém, que "não há informação confirmada de que estes ou outros grupos extremistas islâmicos tenham uma presença operacional na área". Todas as acusações sobre atividades terroristas na região de fronteira são rechaçadas pelo Poder Executivo brasileiro e comunidade árabe.Amanhã, pouco depois de os senadores deixarem o município, chega a Foz uma nova caravana de congressistas americanos, desta vez, formada por deputados e pelo embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Clifford M. Sobel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.