Senadora Serys, citada na CPI dos Sanguessugas, renuncia à vaga no Conselho de Ética

A senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) renunciou nesta quinta-feira, 17, à condição de suplente do Conselho de Ética do Senado, após ter sido citada no relatório da CPI dos Sanguessugas.Segundo a Agência Senado, a senadora foi notificada nesta quinta-feira pelo Conselho e tem até a próxima terça-feira para apresentar sua defesa à Mesa do Senado.O empresário Luiz Antonio Vedoin, um dos sócios da Planam, empresa que comandou a fraude das ambulâncias, afirmou em depoimento à CPI que repassou R$ 35 mil a Paulo Roberto, um genro da senadora. A CPI dos Sanguessugas investigou 72 parlamentares acusados de envolvimento na compra superfaturada de ambulâncias com recursos da União.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.