Senadora Kátia Abreu é reeleita presidente da CNA até 2017

A chapa única liderada por ela recebeu o apoio de 21 dos 22 participantes da eleição realizada por voto secreto, com um voto em branco

Gustavo Porto, O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2014 | 18h24

Ribeirão Preto - Após conseguir um novo mandato para o Senado Federal pelo PMDB de Tocantins, a presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Kátia Abreu, foi reeleita nesta quarta-feira, 15, para a presidência da entidade, no triênio 2014/2017. A chapa única liderada por ela recebeu o apoio de 21 dos 22 participantes da eleição realizada por voto secreto, com um voto em branco. Outros cinco representantes de federações ligadas à CNA não votaram.

Além da presidente, foram escolhidos nove membros da diretoria executiva e seis integrantes do conselho fiscal da CNA. A primeira vice-presidência seguirá com o atual presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb), João Martins da Silva Júnior. Ele presidiu a CNA interinamente durante o período de licença de Kátia Abreu para a campanha eleitoral.

O novo vice-presidente executivo é Roberto Simões, de Minas Gerais, o vice-presidente secretário é José Zeferino Pedrozo, de Santa Catarina, e o vice-presidente de finanças é Eduardo Riedel, presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul). Os cinco vice-presidentes diretores são José Mário Schreiner (GO), Carlos Sperotto (RS), Júlio Rocha Júnior (ES), Assuero Veronez (AC) e Mário Borba (PB).

Também foram eleitos os três titulares do Conselho Fiscal: Álvaro Almeida (AL), Raimundo Coelho de Sousa (MA) e Renato Simplício (DF). Para as três suplências foram definidos José Vieira (RN), Luiz Iraçu Colares (AP) e Eduardo Sobral (SE).

A eleição na CNA deveria ser realizada nesta terça, mas foi suspensa na semana passada por liminar obtida pela Federação da Agricultura do Paraná (Faep), que apontava irregularidades no processo eleitoral, entre eles o fato de Silva Júnior ter coordenado o processo eleitoral no comando da CNA. Ontem, a confederação conseguiu uma nova liminar garantindo a votação.

Tudo o que sabemos sobre:
CNAKátia Abreu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.