Senador volta atrás e diz que vai assinar requerimento para CPI dos Transportes

Com reviravolta, oposição contará com 26 das 27 assinaturas necessárias para abrir a investigação

Andréa Jubé Vianna, da Agência Estado

03 de agosto de 2011 | 14h19

BRASÍLIA - O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) comunicou nesta quarta-feira, 3, que vai assinar novamente o requerimento para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará denúncias de corrupção no Ministério dos Transportes e no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Com isso, a oposição voltará a contar com 26 das 27 assinaturas necessárias para a abertura da investigação. Oliveira retirou seu apoio à CPI na manhã desta quarta-feira, a pedido do titular do mandato, João Ribeiro (PR-TO), que se licenciou do Senado por quatro meses para tratamento de saúde. No entanto, Oliveira decidiu voltar atrás pressionado por seu partido, o PSDB. Segundo o líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias, Oliveira dará explicações nesta tarde à imprensa, alegando que defende a CPI por convicções pessoais.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoCPITransportes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.