Senador quer ouvir Patrus sobre fraude com filantrópicas

Condutor de uma CPI sem grandes emoções, o senador Raimundo Colombo (DEM-SC) quer convidar para depor sobre as fraudes no Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) o ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias. Investigado como suspeito de integrar quadrilha que negociava títulos de entidade filantrópica, desmantelada na semana passada pela Operação Fariseu, o presidente do CNAS, Sílvio Iung, é ligado a Patrus, que o definia como um dos principais colaboradores na implantação dos programas sociais do governo. Iung teve o pedido de prisão revogado pela Justiça, mas não escapou de mandados de busca. Ele alega inocência e pediu afastamento para se defender. Por nota, o ministro informou que sua pasta "defende e apóia de maneira enfática e irrestrita" as ações da PF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.