Senador quer impedir Arruda de votar relatório

O senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT) solicitou hoje ao presidente do Conselho de Ética, Ramez Tebet (PMDB-MS), que desligue o senador José Roberto Arruda do conselho, de forma que ele fique impedido de votar a abertura do processo de cassação no qual está envolvido. Arruda, que é titular do conselho, já manifestou sua intenção de exercer o direito ao voto, mas Paes de Barros, que é o seu suplente, fez um levantamento de 11 sessões do conselho, observando que Arruda faltou às oito últimas sessões. Paes de Barros pede que Arruda seja desligado, argumentando que a resolução que regulamenta o Conselho de Ética estabelece o desligamento do senador que faltar a mais de seis sessões, ainda que por motivo justificado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.