Agência Senado
Agência Senado

Senador pró-impeachment é agredido verbalmente na Comissão de Educação

Nesta quinta, sob gritos de 'golpista' e 'traidor', Cristovam Buarque (PPS-DF) desistiu de presidir audiência pública que discutiria a proposta conhecida como 'Escola Sem Partido'

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2016 | 13h52

BRASÍLIA - O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) foi agredido verbalmente, nesta quinta-feira, 1, enquanto presidia sessão da Comissão de Educação. A sessão era uma audiência pública para discussão da proposta conhecida como "Escola Sem Partido" e contou com a presença de convidados de movimentos sociais organizados.

Sob gritos de "golpista" e "traidor", Cristovam desistiu de presidir a reunião e acabou encerrando a sessão. O senador, que foi ministro da Educação no Governo Lula e foi demitido, desde então rompeu com a gestão petista. Ele votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff, na sessão que ocorreu na última quarta-feira, 31, Senado.

Tudo o que sabemos sobre:
Cristovam BuarqueDilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.