Celso Junior/AE
Celso Junior/AE

Senador pede que Congresso abra comissão para investigar morte de Teori

Para Randolfe Rodrigues (Rede-AP), parlamentares devem acompanhar apuração dos fatos envolvendo causas do acidente em Paraty

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2017 | 13h57

Brasília - O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou, nesta sexta-feira, 20, um requerimento para abertura de uma comissão de investigação sobre a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, vítima de um acidente aéreo nesta quinta-feira, 19.

Randolfe pede que a comissão seja mista, ou seja, composta por membros do Senado e da Câmara dos Deputados. Em entrevista ao Estado, o senador afirmou que o ideal é que o Congresso não espere o fim do recesso, em 1º de fevereiro, para dar início à investigação.

"Por imposição constitucional e legal, tendo em vista as autoridades federais envolvidas, faz-se mister que o Congresso Nacional acompanhe e participe da apuração de todos os fatos envolvendo as causas do acidente aéreo que vitimou a referida autoridade judicial", escreve Randolfe no requerimento.

Teori Zavascki era o relator da operação Lava Jato no Supremo. A escolha do novo ministro passará, necessariamente, pelo Senado Federal, onde onze senadores são alvo da investigação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.