Celso Junior/AE
Celso Junior/AE

Senador pede que Congresso abra comissão para investigar morte de Teori

Para Randolfe Rodrigues (Rede-AP), parlamentares devem acompanhar apuração dos fatos envolvendo causas do acidente em Paraty

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2017 | 13h57

Brasília - O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou, nesta sexta-feira, 20, um requerimento para abertura de uma comissão de investigação sobre a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, vítima de um acidente aéreo nesta quinta-feira, 19.

Randolfe pede que a comissão seja mista, ou seja, composta por membros do Senado e da Câmara dos Deputados. Em entrevista ao Estado, o senador afirmou que o ideal é que o Congresso não espere o fim do recesso, em 1º de fevereiro, para dar início à investigação.

"Por imposição constitucional e legal, tendo em vista as autoridades federais envolvidas, faz-se mister que o Congresso Nacional acompanhe e participe da apuração de todos os fatos envolvendo as causas do acidente aéreo que vitimou a referida autoridade judicial", escreve Randolfe no requerimento.

Teori Zavascki era o relator da operação Lava Jato no Supremo. A escolha do novo ministro passará, necessariamente, pelo Senado Federal, onde onze senadores são alvo da investigação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.