Senador Osmar Dias vai deixar o PSDB

Alvo de ameaça de expulsão do PSDB, o senador Osmar Dias (PR) disse que encaminhará, na quinta-feira, seu pedido de desfiliação da legenda. Amanhã ele deve conversar com o presidente de honra do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, a respeito do convite para ingressar na legenda. Assim como seu irmão, Álvaro Dias (PSDB-PR), Osmar poderá ser expulso do PSDB, caso mantenha sua assinatura no requerimento de CPI da Corrupção do Senado. Osmar afirmou que, antes de sofrer um processo interno no PSDB, vai deixar a legenda, já que não abre mão do apoio à CPI.Na semana passada, o presidente nacional do PT, deputado José Dirceu (SP), o convidou formalmente a ingressar no PT. Osmar Dias avalia, no entanto, que há grandes dificuldades para entrar na legenda, em virtude da forte oposição feita por dois deputados petistas do Paraná, Padre Roque e Doutor Rosinha. "Estou procurando um partido para ter mais tranqüilidade e, por isso, posso desistir da filiação ao PT por causa desse clima", reconheceu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.