Igor Gadelha|Estadão
Igor Gadelha|Estadão

Senador leva mãe ao plenário para acompanhar sessão do impeachment

Maria Angélica de Morais acompanha as falas da acusação ao lado do filho, Wilder Morais, que é favorável à saída de Dilma

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2016 | 11h35

BRASÍLIA - O senador Wilder de Morais (PP-GO) trouxe a mãe, Maria Angélica de Morais, 69, para acompanhar a sessão do julgamento final do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff nesta terça-feira, 30. Ela está sentada ao lado do filho no plenário do Senado e é apresentada a todo o instante por parlamentares. Morais é favorável à saída de Dilma.

A sessão desta terça-feira é destinada ao debate entre acusação e defesa. Os advogados de cada lado terão inicialmente até 90 minutos para falar, podendo pedir mais uma hora extra para tréplica. Em seguida, começa a fase de discursos dos senadores. Até agora, 65 dos 81 parlamentares da Casa já se inscreveram para falar. Cada um terá até 10 minutos para discursar.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffMorais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.