Ed Ferreira|Estadão
Ed Ferreira|Estadão

Senador governista, Caiado critica Temer em protesto: 'Governo perdeu capacidade de comunicação'

O líder do DEM no Senado disse, porém, que não é o momento de pedir 'Fora Temer': 'Não é hora de fulanizar o debate'

Pedro Venceslau e Valmar Huspel Filho, O Estado de S.Paulo

26 Março 2017 | 18h36

O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), líder do partido Democratas na Casa, criticou o presidente Michel Temer (PMDB) durante manifestação na Avenida Paulista neste domingo, 26, em apoio à Lava Jato. Para Caiado, Temer não tem "credenciais e credibilidade" para fazer as reformas que tenta articular no Congresso. "O governo perdeu a capacidade de comunicação", disse. "Não dá para promover mudanças dessa amplitude sem interlocução com a sociedade."       

Um dos poucos políticos que se arriscaram a participar do protesto, o senador acredita, porém, que não é o momento de levantar a bandeira "Fora Temer". "Não é hora de fulanizar o debate", disse Caiado. Temer chegou a receber críticas pontuais no ato, mas foi poupado pelos organizadores na maior parte do tempo.

Sobre a baixa adesão do público, a menor de todos os atos que aconteceram na Paulista entre 2015 e 2016, Caiado justificou que a pauta dos protestos anteriores já era a investigação de políticos corruptos, mas que o Partido dos Trabalhadores (PT) "encarnava 100%" a corrupção. Caiado aproveitou para defender o fim do foro privilegiado, uma das pautas dos manifestantes. 

Eleições. Para o pleito de 2018, Caiado afirmou que disputará o governo de Goiás. O senador disse, ainda, que o prefeito Joao Doria "indiscutivelmente" cresce como opção à Presidência. "Ele tem enorme capilaridade em todo País", afirmou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.