Senador e deputado tucanos se xingam de 'imbecil' por mandato de Afif

Troca de ofensas foi motivada por um artigo em que Aloysio Nunes defendia mandato do vice de Alckmin

Fernando Gallo , O Estado de S. Paulo

04 Junho 2013 | 21h13

SÃO PAULO - Posições divergentes sobre a possível perda do mandato do vice-governador Guilherme Afif Domingos (PSD) fizeram um senador e um deputado tucano trocarem ofensas e se xingarem publicamente de "imbecil".

Por causa de um artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo em que o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) defendeu o mandato de Afif e disse que cassá-lo seria "rasgar a Constituição", o deputado estadual e ex-presidente da seção paulista do PSDB Pedro Tobias sugeriu a saída do senador do partido.

O deputado foi ao Twitter protestar contra a tese do senador. "Não me surpreende o Sen. Aloysio defender o Afif, ele sempre teve atitudes pró Kassab, foi contra o Geraldo na campanha de prefeito de SP (sic)", escreveu. "Quem sabe não é o momento dele fazer as malas e ir pro PSD?".

Ao ser procurado pela reportagem do jornal Diário da Região para comentar o que Tobias escrevera, Aloysio disparou: "Sendo o Tobias um imbecil, suas declarações não merecem resposta. Além do mais, se esse deputado pretende me ver fora do PSDB, porque não propõe minha expulsão? Eu adoraria debater essa estranha tese defendida por ele, a de que, hoje, como no tempo da ditadura, desavenças políticas, como as que nos separam atualmente de Afif, devem ser punidas com cassação de mandato."

Tobias voltou ao Twitter para treplicar: "Digo ao Sen. Aloysio q não estou discutindo juridicamente e sim a ética na politica, Imbecil é aquele vai contra a militância que o elegeu (sic)".

Ao Estado, Tobias disse que o senador "não aceita alguém que discorde dele. Perde a esportiva". Segundo ele, "o problema de Afif não é jurídico, é ético e político".

Procurado, Aloysio não quis comentar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.