Senador e deputado pró-impeachment são hostilizados em Aracaju

Senador e deputado pró-impeachment são hostilizados em Aracaju

Eduardo Amorim (PSC) e Jony Marcos (PRB) foram chamados de 'golpistas', xingados e tiveram ovos atirados em sua direção

Antonio Carlos Garcia, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2016 | 16h21

ARACAJU - O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) e o deputado federal Jony Marcos (PRB-SE) foram agredidos na madrugada desta quinta-feira, 1º, quando desembarcavam no Aeroporto de Aracaju, vindos de Brasília. Eles foram chamados de “golpistas”, xingados e tiveram ovos atirados em sua direção. O deputado Jony Marcos recebeu um tapa nas costas. As agressões foram postadas nas redes sociais pelos próprios manifestantes.

De acordo com o senador, que no final da manhã desta quinta diz ter prestado queixa na Polícia Federal, cerca de 20 pessoas que estavam no saguão do aeroporto quando ele se aproximou e foi recebido com gritos. A maioria dos manifestantes estava vestida com camisas vermelhas.

No entendimento de Amorim, as pessoas são livres para votarem como quiserem e essa vontade tem que ser respeitada. "Quando  isso não acontece, é tirania", diz.

Confira o vídeo:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.