Senador do PT é censurado por fazer acordo de divisão de mandato

O senador Roberto Saturnino (PT-RJ) foi punido, nesta quarta-feira, com uma censura pública verbal da parte do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado por ter feito com outro senador - Carlos Lupi, do PDT-RJ ? um acordo pelo qual lhe transferiria metade do mandato. Aprovada por unanimidade, a censura do Conselho foi uma resposta branda ao processo movido pelo PDT para cassar o seu mandato.O partido, na verdade, pediu a cassação de Saturnino por ter não ter cumprido o acordo que o Conselho considerou incorreto. O acerto com Lupi, segundo suplente de Saturnino, foi feito nas eleições de 1998, quando assumiu em uma carta o compromisso de lhe transferir o mandato. O senador do PT não compareceu à sessão de julgamento. Como a punição é inédita - embora esse tipo de acordo não o seja, no Congresso -, não há informações de como e quando será feita a censura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.