Senador do PT defende salário mínimo de R$ 560

O senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu abertamente hoje a elevação do salário mínimo para R$ 560 neste ano. Ele afirmou que a posição tem o apoio de alguns deputados do PT e cobrou que o governo reabra a negociação.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

11 de fevereiro de 2011 | 19h19

"Tenho conversado com as centrais sindicais e com deputados, inclusive alguns do PT, e há muita gente pedindo um entendimento em torno dos R$ 560", disse Paim. O PT estuda fechar questão para obrigar que todos os seus parlamentares votem pelo salário mínimo de R$ 545, como deseja o governo federal.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoPTvalorsalário mínimo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.