Senador do PSOL prevê 15 votos a favor de Demóstenes

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) acredita que a Casa vai cassar o mandato do colega Demóstenes Torres (sem partido-GO) com ampla maioria. Na avaliação dele, somente 15 votos deveram ser contrários à cassação. Para tirar o mandato de Demóstenes são necessários pelo menos 41 votos a favor da pena.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

11 de julho de 2012 | 11h11

"Pelo clima, deve ter só uns 15 votos contra a cassação, o resto será favorável", afirmou Randolfe. Ele vai falar pelo seu partido como autor da representação que leva agora o colega ao julgamento.

Para o senador do PSOL, porém, a cassação não deve encerrar o caso e o Senado precisa se debruçar em mudar o modelo de financiamento de campanhas. "De nada adianta responsabilizar o pecador se não acabar com o pecado, que é o financiamento privado de campanhas". Afirmou ainda ser preciso derrubar o voto secreto para cassações, o que ele chama de "manto da impunidade".

Aécio

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) viajou ontem dos Estados Unidos para Brasília para estar presente na sessão que vai decidir o futuro do colega Demóstenes Torres (sem partido - GO). "Estou aqui para cumprir o meu papel", disse ele sem adiantar como votará.

O tucano estava nos Estados Unidos acompanhando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso no recebimento de uma homenagem. "Foi a viagem mais comentada dos últimos dias", brincou Aécio. Devido à viagem, chegou-se a especular que ele faltaria ao julgamento de Demóstenes.

Tudo o que sabemos sobre:
Demóstenesjulgamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.