Senador do DEM pede ao STF acesso a inquérito do caso Dantas

Heráclito Fortes quer ter acesso a dados da Satiagraha, que o cita por supostas ligações com o banqueiro

Agência Brasil

17 de julho de 2008 | 15h02

O senador Heráclito Fortes (DEM-PI) encaminhou nesta quinta-feira,  17, ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedido de extensão de liminar concedida ao banqueiro  Daniel Dantas, dono do Banco Opportunity. O parlamentar quer ter acesso aos dados do inquérito da Operação Satiagraha em que é citado, inclusive áudios e vídeos. Heráclito Fortes tem sido citado como um dos principais investigados por supostas ligações com Dantas, acusado pela Polícia Federal de comandar uma organização envolvida em corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, sonegação fiscal e formação de quadrilha.   Veja também: Presidente do STF justifica libertação de Dantas  Opine sobre nova decisão que dá liberdade a Dantas  Entenda como funcionava o esquema criminoso  Veja as principais operações da PF desde 2003  As prisões de Daniel Dantas     "O nome do requerente foi exposto de forma ilegal, precipitada e irresponsável, procurando levar a sociedade a crer tratar-se o parlamentar de integrante de organização criminosa, sem que o mesmo nada possa alegar em sua defesa", alegam os advogados de Heráclito Fortes no pedido de extensão de liminar encaminhado ao STF. Os advogados do senador afirmam ainda que a Polícia Federal vazou dados sigilosos do inquérito "com o único e claro escopo de prejudicar a imagem também de outras pessoas não envolvidas nos fatos em apuração". E pedem a apuração de responsabilidade civil, criminal e administrativa.    Na terça-feira, o Senado já havia feito pedido semelhante ao ministro da Justiça, Tarso Genro. O requerimento foi encaminhado ao ministro em caráter de urgência. O senador pretende colocar em sua página na internet a íntegra das eventuais investigações realizadas em relação a ele durante a Operação Satiagraha. No documento, pede-se ainda que o Senado não admita uma eventual recusa do ministro da Justiça, sob a alegação do sigilo da investigação.

Tudo o que sabemos sobre:
Caso DantasOperação Satiagraha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.