Senador diz que vai analisar afastamento de assessora

Senador Ciro Nogueira decidirá se Denise Leitão Rocha, que teria feito um vídeo erótico, terá condições de continuar desempenhando seu trabalho de assessoria das comissões

Luciana Coelho, especial para O Estado de S. Paulo

20 de julho de 2012 | 18h10

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) afirmou que vai esperar o fim do recesso parlamentar para anunciar a decisão sobre a polêmica envolvendo sua assessora Denise Leitão Rocha. A assessora supostamente apareceu num vídeo erótico que gerou a polêmica. "Preciso de uma assessora e não de uma celebridade", afirmou o senador, nesta sexta-feira, 20, durante visita a obras em Teresina na companhia do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro.

"Vamos tomar uma decisão, se ela tem condição ou não de ficar trabalhando. Não importa o vídeo. Importa se ela poderá ou não trabalhar como assessora, desempenhando o mesmo papel que vinha fazendo antes. Quem sou eu para fazer julgamento. O que importa é o trabalho que ela vem desempenhando. Se eu avaliar que ela tem condições de continuar seu trabalho como assessora das comissões, ela vai continuar trabalhando. Mas se eu avaliar que não, ela sairá, porque preciso de uma assessora, não de uma celebridade", disse o senador.

Ciro informou que após o recesso vai conversar com Denise Leitão para comunicá-la da decisão. "Não é uma situação fácil, mas estamos avaliando se a volta dela poderá atrapalhar os trabalhos nas comissões", destacou o senador.

A deputada federal Iracema Portella, esposa do senador Ciro, questionada sobre a atuação da assessora no gabinete, disse que tinha pouco contato com Denise Leitão. Ela disse que sabe da boa aparência do marido, mas disse que se garantia e confiava no seu próprio taco, afastando comentários que a assessora tivesse qualquer tipo de envolvimento, que não fosse profissional, com seu marido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.