Jefferson Rudy / Agência Senado
Jefferson Rudy / Agência Senado

Senador Dário Berger diz que presidente não tem condições mínimas de governabilidade

Senador se posicionou a favor do processo de impeachment da presidente Dilma e criticou situação econômica do País

Rachel Gamarski, Bernardo Caram, Luciana Nunes Leal e Valmar Hupsel Filho, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2016 | 16h26

Brasília - O senador Dário Berger (PMDB-SC) foi mais um parlamentar a se posicionar a favor do processo de admissibilidade da presidente Dilma Rousseff. "Não resta nenhuma dúvida com base no relatório do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) do descumprimento da Constituição", disse.

O senador foi mais um a criticar a situação política e econômica do País e destacou que o governo ofendeu a população e que ninguém está acima das leis. "A presidente não possui mais as mínimas condições de governabilidade", afirmou.

Ele avaliou ainda que "como está, não podemos ficar" e ressaltou que não há como ficar indiferente à tudo que está acontecendo na vida política do País. "A vida nos cobra uma atitude, coragem e responsabilidade", destacou.

"Não estou fazendo o que estou fazendo por prazer, estou fazendo com absoluta tristeza, queria que o Brasil tivesse em outra situação, mas não é o que nós observamos no momento", disse. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.