Senador anula relatório do presidente da CPI do Banestado

O segundo vice-presidente do Senado, Eduardo Siqueira Campos (PSDB-TO), que está no exercício da presidência da Casa, surpreendeu hoje os parlamentares ao decidir considerar sem validade o relatório paralelo apresentado na terça-feira pelo presidente da CPI do Banestado, senador Antero Paes de Andrade (PSDB-MT). Em resposta a uma questão de ordem levantada pela líder do PT no Senado, Ideli Salvatti (SC), Siqueira argumentou que, como o funcionamento da CPI não constou da pauta da autoconvocação do Congresso do dia 16 até hoje, a comissão não poderia ter-se reunido.O relatório paralelo foi feito por Antero como uma reação ao relatório oficial do deputado José Mentor (PT-SP), que pedia o indiciamento do ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco, que comandou a instituição durante o governo tucano de Fernando Henrique Cardoso. Considerando esse relatório uma peça de ataque aos tucanos, Antero fez um outro, pedindo o indiciamento do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e do ex-presidente do Banco do Brasil Cássio Casseb, por suposta evasão de divisas.Antero assegurou que, apesar da decisão da vice-presidência do Senado, vai realizar, sim, na próxima segunda-feira, a reunião da Comissão destinada a votar o relatório final dos trabalhos da comissão de inquérito. Antero antecipou que, se não houver quórum na reunião por ele convocada para segunda-feira, vai encaminhar os relatórios para o Ministério Público.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.