Senador aliado do governo diz que votará contra CPMF

O senador Valter Pereira (PMDB-MS) disse hoje que votará contra a prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) se o ministro da Fazenda, Guido Mantega, não negociar com o PMDB a redução gradual da alíquota da contribuição. O senador está nas contas do governo como um dos 12 votos favoráveis à aprovação da emenda constitucional que prorroga o tributo até 2011."Do jeito que está, meu voto é contra. O governo tem que ceder, e queremos uma proposta que seja palatável para o contribuinte e para a bancada", declarou Pereira. Senadores do PMDB querem que o governo lhes apresente uma proposta até terça-feira, data marcada para votação da emenda constitucional na CCJ. Nos bastidores, alguns líderes da base aliada têm-se queixado da condução das negociações pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, que teve vários encontros com lideranças do PSDB.Mesmo depois de a bancada do PSDB ter rejeitado as propostas do governo e encerrado as negociações, o ministro tem conversado com senadores tucanos. Mas as conversas não avançaram. O senador Valter Pereira disse que, na semana passada, o desempenho de Mantega foi aquém da expectativa. "O ministro não conseguiu derrubar os argumentos da oposição de que o excesso de arrecadação vai inibir qualquer impacto danoso na eventualidade de supressão da CPMF."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.