Senado vota sobre capital externo para empresas jornalísticas

O Senado deve votar hoje à tarde, em primeiro turno, a proposta de emenda constitucional (PEC) que permite a participação de capital estrangeiro nas empresas jornalísticas. O tema deve mobilizar a maioria dos senadores, e há chances de a proposta ser aprovada. A movimentação na Casa começa cedo, já que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) deve sabatinar hoje, a partir das 10 horas, o advogado-geral da União, Gilmar Mendes, em função de sua indicação para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal na vaga de Néri da Silveira. Enquanto isso, na Comissão de Fiscalização e Controle, os senadores petistas Heloísa Helena (AL) e Eduardo Suplicy (SP) devem requerer a apuração das denúncias de corrupção na privatização da Companhia Vale do Rio Doce. Além disso, devem pedir a convocação do ministro da Educação, Paulo Renato, e convidar o ex-ministro Luís Carlos Mendonça de Barros e o ex-diretor do Banco do Brasil Ricardo Sérgio a prestarem depoimento. O PFL antecipou para hoje a reunião da sua Comissão Executiva, que tradicionalmente é feita às quintas-feiras. Deve discutir os resultados da reunião realizada no Palácio da Alvorada, na segunda-feira, com o presidente Fernando Henrique Cardoso. Os pefelistas farão também uma avaliação da repercussão que tiveram sobre a pré-candidatura presidencial do senador tucano José Serra (SP) as denúncias de supostas irregularidades na privatiziação da Vale do Rio Doce. A reunião da Executiva, no entanto, ocorre após demonstrações do partido de que não pretende explorar politicamente o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.