Senado vai votar cassação de Renan no dia 22

O presidente interino do Senado, senador Tião Viana (PT-AC), confirmou hoje que a votação do pedido de cassação do mandato do presidente licenciado da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), será votado pelo plenário do Senado no próximo dia 22.Tião Viana disse que não tem condições de avaliar se a votação do pedido de cassação de Renan no dia 22 poderá ou não tumultuar o processo de votação, em plenário, da emenda que prorroga até 2011 a vigência da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Viana disse ter um motivo concreto para votar logo o pedido de cassação. "Eu não poderia forçar Renan a prorrogar sua licença, que termina dia 26".O senador se referia ao fim da licença de 45 dias que Renan Calheiros tirou, no dia 11 de outubro, do cargo de presidente do Senado.Hoje, após o Conselho de Ética aprovar o relatório em que o senador Jefferson Péres (PDT-AM) pede a cassação do mandato de Calheiros, Tião Viana comunicou pessoalmente ao presidente licenciado a decisão de manter o dia 22 como data da votação do relatório.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.