Senado vai instalar detectores de metal

O Senado vai instalar detectores de metais em algumas entradas da Casa para reforçar a segurança, depois dos ataques do crime organizado em São Paulo. De acordo com a direção do Senado, os detectores de metais serão instalados dentro de 3 meses, a um custo em torno de R$ 600 mil. Além desses equipamentos, a orientação é dar mais atenção às áreas que já têm um sistema de vigilância por TV. São 160 câmeras espalhadas pela Casa.Durante o último final de semana, a segurança do Senado teve mais atenção durante a realização das visitas. A cada final de semana o Senado recebe de 3 mil a 4 mil visitantes. O diretor do Senado, Agaciel Maia negou que a Agência Brasileira de Informação (Abin) tenha informado à Casa sobre a denúncia de ameaça de bomba de integrantes do PCC, como chegou a divulgar um jornal local.O Senado é tido como uma espécie de "queijo suíço" devido às inúmeras entradas da Casa. Alguns gabinetes têm acesso à parte externa do prédio, o que dificulta a segurança. Ao todo são 64 entradas possíveis pelo Senado. Na Câmara já existem detectores de metal há muitos anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.