Senado vai corrigir edital de concurso que tinha dados repetidos

Casa reconheceu 'inconsistências' em conteúdo de exame para contratação de consultores; parte do texto teria sido copiada de prova aplicada há dez anos

Eduardo Bresciani, do estadão.com.br

27 Dezembro 2011 | 15h09

O Senado decidiu retificar o edital do concurso para consultor legislativo lançado na semana passada. A Casa reconheceu haver “inconsistências” nos conteúdos programáticos e diz já ter pedido à Fundação Getúlio Vargas solução para o problema. Levantamento dos sites Congresso em Foco e SOS Concurseiro mostrou que parte do conteúdo foi copiada de um edital de dez anos atrás.

 

Em nota divulgada nesta terça-feira, o presidente da comissão do concurso público do Senado, Davi Anjos Paiva, admitiu o problema. “A Comissão do Concurso Público detectou inconsistências nos conteúdos programáticos para o cargo de Consultor Legislativo. Ato contínuo, contatou a Fundação Getúlio Vargas, responsável pela elaboração dos editais, e cobrou solução rápida para o problema”, diz trecho. Segundo ele, a alteração deve ser feita nos próximos dias. “Desde que foi avisada, a Fundação Getúlio Vargas trabalha para aprimorar os conteúdos programáticos, que serão alvo de edital de retificação a ser publicado em breve”.

 

Segundo o levantamento feito pelos sites, o edital repete uma prova de 2001 elaborada pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB). Em 2008, a fundação já tinha sido acusada de plágio ao organizar prova para ingresso no Senado.

 

A nova repetição de conteúdos torna a prova desatualizada. No item agricultura, para candidatos a consultores, por exemplo, são descritas as crises da Rússia e da Argentina - de 1998 - e seus reflexos na economia brasileira. Também são cobradas legislações que não existem mais.

 

O concurso do Senado de 2012 oferece 246 vagas, com salários de R$ 13,8 mil a R$ 23,8 mil. A FGV receberá o valor arrecadado com as taxas de inscrição - o que pode chegar a R$ 15 milhões.

 

Mais conteúdo sobre:
prova senado concurso senado fgv

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.