Senado vai abrir caixa preta da verba indenizatória

Na tentativa de melhorar a imagem do Senado, os integrantes da Mesa Diretora da Casa decidiram abrir a caixa preta da verba indenizatória. Trata-se da quantia mensal de R$ 15 mil destinada aos senadores para pagamentos de despesas no Estado relacionadas ao exercício do mandato parlamentar. Os valores gastos por cada senador, segundo o presidente interino, Tião Viana (PT-AC), estarão na página do Senado na Internet nos próximos dias, a exemplo do que já ocorre na Câmara dos Deputados.Para obter o reembolso desses gastos, o parlamentar deve necessariamente apresentar notas de aluguel de imóvel, onde funcionaria seu escritório; despesas com veículos, equipamentos, de material de expediente para escritório e com outros gastos relacionados à função. O salário de senador, sem a verba indenizatória, é R$ 16,5 mil.Protegida pelo sigilo, a verba criada há quatro anos vem alimentando uma série de suspeitas sobre o uso de notas frias - ou adquiridas de terceiros - para justificar seu recebimento. A verba indenizatória é ainda objeto de polêmica por não ser tributada. Ou seja, mesmo que passe a fazer parte da renda do deputado ou senador, fica livre da cobrança do Imposto de Renda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.