Jefferson Rudy/Agência Senado
Jefferson Rudy/Agência Senado

Senado retoma análise do fundo eleitoral no plenário

Maia disse que, se for aprovado nesta terça-feira, deputados vão votá-la ainda hoje; proposta que tramita na Câmara tem menos consenso

Renan Truffi, Thiago Faria e Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2017 | 19h14

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), vai colocar em votação ainda nesta terça-feira o projeto de criação de um fundo eleitoral, destinando a financiar campanhas. O anúncio foi feito há pouco em Plenário. Após a discussão do tema, o texto substitutivo relatado pelo senador Armando Monteiro (PTB-PE) será apreciado em votação nominal.

Apesar da decisão, não há consenso entre Senado e Câmara sobre o avanço da proposta. Os presidentes das duas Casas, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) e senador Eunício Oliveira, se encontraram agora há pouco e ambos saíram dizendo que ainda estão em busca de um entendimento. 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que, se o Senado aprovar a criação do fundo, os deputados irão analisar o projeto em seguida. Mais cedo, o relator da proposta, senador Armando Monteiro (PTB-PE), afirmou que o texto da Casa ficará restrito à criação no fundo.

Na Câmara, os deputados discutem um projeto mais amplo, relatado pelo deputado Vicente Cândido (PT-SP), que além do fundo altera outras regras do sistema político eleitoral. Não há consenso em torno de muitas propostas.

Diante do impasse, deputados não descartam que o projeto de Vicente seja jogado para escanteio e a Câmara vote apenas o texto que vier do Senado. Para que as novas regras valham para as eleições de 2018, elas têm de ser aprovadas até 7 de outubro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.