Senado prorroga sessão por mais duas horas

O Senado prorrogou por mais duas horas a sessão de hoje, aguardando que a Casa Civil encaminhe, por volta das 15h30, a mensagem autorizando empréstimo do Estado do Rio Grande do Sul com o Banco Mundial. Os senadores Pedro Simon (PMDB-RS) e Heráclito Fortes (DEM-PI), os únicos ainda presentes à sessão e que estão em vigília, pediram que a sessão fosse suspensa até a chegada dos papéis à Casa. No entanto, foram informados que o regimento interno do Senado permite que isso seja feito apenas em sessões deliberativas (quando tem pauta de votação). A Casa Civil da Presidência da República comunicou ao Senado que ainda faltam a exposição de motivos da mensagem e a assinatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que só retornará do almoço depois das 15 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.